História da Administração: conheça tudo aqui!

Durante o período de graduação em Administração, você descobre muito sobre a área na qual está para se tornar profissional. Você aprende sobre metodologias de trabalho, vertentes de atuação e solução de problemas.

Mas, e quanto ao passado? Como seu curso se tornou o que é atualmente? Você conhece a história da administração?

Apesar de recente no Brasil, a história da administração data de milhares de anos, e compreendê-la envolve conhecer suas origens. Por isso, neste post você irá encontrar toda a informação que irá permear este aprendizado, como a gestão de pessoas se desenvolveu e evoluiu e como a administração se expandiu no Brasil e no mundo.

O início da história da administração

A administração existe na genética da humanidade: o ser humano é um ser social e, onde há vida em sociedade, há administração.

Já em 5000 a.C., na Suméria (região sul da Mesopotâmia, onde atualmente se localizam Iraque e Kuwait), as comunidades demonstravam os primeiros indícios de organizações administrativas. No Egito, o desenvolvimento de um sistema econômico rigoroso somente foi possível por conta de uma administração organizada. A história da administração tem continuidade na China, em 500 a.C, quando a Constituição de Chow surgiu como um sistema de administração para o império, com as 8 Regras de Administração Pública de Confúcio, na tentativa de definir regras e regulamentos focados na administração pública.

O avanço da administração

No decorrer do tempo, as orientações e métodos utilizados anteriormente funcionaram como inspiração e incentivo para os grupos dominantes que se seguiram.

À medida em que avançamos na história da administração, percebemos o destaque de duas instituições: a igreja católica e as organizações militares.

A igreja católica mostra, continuamente, a eficácia de suas técnicas administrativas, mantendo-se ativa e valorosa ao longo de grande parte da história da civilização ocidental. Já as organizações militares progrediram das ordens dos cavaleiros medievais e de exércitos mercenários, dominando a estruturação de sociedades inteiras através de uma hierarquia de poder rígida e adoção de práticas administrativas comuns a todas as empresas atuais.

No entanto, foi somente a partir da primeira Revolução Industrial que capítulos transformadores foram escritos na história da administração. Ao final deste período, a realidade já não era a mesma e a administração moderna surgiu como consequência do crescimento desorganizado das empresas e da necessidade de maior eficiência e produtividade das mesmas perante a competição do mercado.

Somente a partir do século XX o engenheiro mecânico Frederick Taylor apontou os princípios de maior relevância para a história da administração e o estudo da organização como uma ciência. Seus conceitos são fortemente fundados à necessidade de se humanizar a gestão administrativa, ou seja, focar nos recursos humanos para alcançar os resultados desejados.

A história da administração no Brasil

A administração começou a fazer história recentemente no país, por volta dos anos 1960, quando o curso passou a ser reconhecido em terras brasileiras, e o todo o processo ainda está apenas no início por aqui. 

Apesar disso, o Brasil já havia aderido antes às boas práticas dos pilares administrativos. Faltava apenas a teoria fundamentada para qualificar as tomadas de decisão no cotidiano.

Podemos dizer, então, que a história da administração no Brasil começa entre as décadas de 1930 e 1940, quando as pessoas começaram a enxergar a necessidade de se investir em conhecimento para que seus negócios não fossem interrompidos por falta de informação.

Na década de 1930, os empreendedores passaram a desenvolver a economia do país por depender menos do setor agrícola. Em 1943, aconteceu o 1º Congresso Brasileiro de Economia, focado na industrialização já consolidada no país, e, em 1945, os brasileiros presenciaram a chegada dos primeiros cursos de Ciências Contábeis e Econômicas.

As primeiras universidades

Ainda sem lei regulatória que desse amparo à história da administração no Brasil, algumas instituições já enxergavam além da curva, como a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e a Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas da Universidade de São Paulo (FCEA/USP).

Em 1952, a FGV deu início a um novo capítulo na história da administração brasileira, com o primeiro curso especializado no país. Dois anos depois, foi criada a Escola de Administração de Empresas de São Paulo (EAESP), com o propósito de qualificar os empresários.

A partir de então, o curso de Administração firmou raízes e se tornou um dos mais tradicionais do país. Atualmente, já são reconhecidos pelo MEC 2 mil cursos na área administrativa.

A história da administração prova que ainda há muito o que ser aprendido, sobretudo no Brasil, pois apesar de praticada há milhares de anos e descrita nos relatos da humanidade, a administração ainda engatinha em nosso país. Apesar disso, seus pilares têm motivado e impulsionado estudos, pesquisas, trabalhos e obras em todas as universidades.

Gostou deste conteúdo sobre esta história da administração e sua influência no desenvolvimento da economia? Comente abaixo e siga a Book nas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *